Um dia em Puerto Varas e uma escapada a Frutillar

Era nosso primeiro dia em Puerto Varas. Fomos acordados pela impressionante vista do Vulcão Osorno, um cone perfeito e solitário flutuando no lago, que aos poucos se revelava com o dissipar das nuvens que pairavam sobre o seu cume. Uma mistura de tons laranja-avermelhado completava o cenário do amanhecer em nosso quarto na Casa Molino. Talvez esta tenha sido uma das imagens mais belas que já vimos.

Vulcão Osorno ao amanhecer visto de um dos quartos da Casa Molino em Puerto Varas
Vulcão Osorno ao amanhecer visto de um dos quartos da Casa Molino em Puerto Varas

O Vulcão Osorno é banhado pelas águas do lago Todos Los Santos e do lago Llanquihué. Este vulcão, cujo cume situa-se a 2652 metros, está sempre coberto por neve e já foi considerado um dos mais ativos do Chile. Ele não passa despercebido nem pelo chão e nem pelo ar, mesmo a quilômetros de distância. Desde a estrada, a certa altura, já era possível avistá-lo pela ruta 5, assim como pelo ar, quando localizamos seu pico por entre as nuvens no voo de volta para Santiago.

Logo cedo resolvemos fazer um city tour a pé por Puerto Varas. Puerto Varas é o tipo de lugar para se contemplar, descansar e esquecer do relógio enquanto a paisagem do lago e dos vulcões é apreciada. Fomos até o centro de informações turísticas localizado no píer do Lago Llanquihué e descobrimos que lá mesmo dá para reservar alguns passeios.

Ao contrário do dia anterior, e apesar do belo amanhecer, o tempo ficou nublado e já não era mais possível avistar a maior estrela da cidade, o imponente Vulcão Osorno,  e isto certamente frustrou nossas fotografias de Puerto Varas. Pegamos o carro e resolvemos visitar a cidadezinha conhecida por Frutillar, que também está às margens do Lago Llanquihue. O percurso de carro levou cerca de vinte minutos. A cidade é um balneário de veraneio de colonização alemã, com uma bela arquitetura, ruas tranquilas, jardins floridos e muito verde que faz com que a areia escura da “praia” formada pelo lago seja um mero detalhe. Aqui a tranquilidade também parece reinar. Fazer uma caminhada; tirar belas fotografias na beira do lago com os cumes dos vulcões distantes ao fundo; comprar artesanatos locais, e degustar um pouco da culinária alemã… é o que tem para fazer por lá. Almoçamos em um grande restaurante alemão em frente ao píer no qual tiramos algumas dezenas de fotos.

Praia do Lago em Frutillar com suas areais escuras
“Praia” em Frutillar
Frutillar 014
Píer
Frutillar 034
Arquitetura de algumas casas com influência alemã

Retornarmos para Puerto Varas para curtir a Casa Molino e nos preparar para a noite. Afinal de contas nossa vista neste hotel, com jeitinho de casa dos sonhos, merecia uma contemplação ao som da lareira.

Puerto Varas, à noite, oferece alguns bares bem descolados próximo ao hotel Cabanas Del Lago. Aproveitamos e visitamos também o Casino Dreams. O ticket custava 5000 pesos. A impressão que tive é que toda a cidade estava naquele cassino, rs. Terminamos a noite na Oktoberfest que rolava a todo vapor na praça principal da cidade.

Se estiver com pouco tempo de viagem, em um só dia é possível conhecer os principais pontos em Puerto Varas e Frutillar. Separe outro para visitar a estação de ski do Vulcão Osorno e passear pelo parque Parque Nacional Vicente Pérez Rosáles.


Informações turísticas sobre Frutillar:

http://www.frutillar.com/

Um comentário em “Um dia em Puerto Varas e uma escapada a Frutillar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s