A encantadora Peulla, o último povoado chileno antes da travessia dos Lagos Andinos até Bariloche.

O principal passeio de Puerto Varas é fazer a travessia pelos lagos e cruzar os Andes até Bariloche. Mas para isso é preciso contar um pouco com a sorte para o tempo abrir e poder desfrutar de uma das mais belas paisagens da Patagônia Chilena. Neste dia, estávamos com um pouco de sorte, menos do que precisávamos para obter as melhores fotos.

Reservamos nosso passeio no dia anterior lá no centro de informações turísticas com a Touristour , por cerca de 30.000 pesos. O ônibus nos pegou por volta das 8h da manhã na cidade. Para quem fica nos hotéis da “orla”, o ônibus pega e deixa na porta do hotel. Não foi o nosso caso, já que a Casa Molino não fica no centrinho de Puerto Varas.

Existem basicamente três opções para realizar o passeio pelo lago. A primeira é fazer a travessia  até  Bariloche em um dia; a segunda é pernoitar em Peulla e atravessar a cordilheira na manhã seguinte,  e a última e mais barata é ir somente até Peulla, que é o último povoado chileno situado nos pés da cordilheira. Como já conhecemos Bariloche e buscávamos uma opção mais econômica, fomos somente até Peulla. Se você for atravessar, separe em torno de 170.000 pesos chilenos, para fazer o Cruce Andino, como é conhecida a travessia completa. Independente de você pernoitar ou não em Peulla, o preço é o mesmo.

A travessia completa inclui  trechos de ônibus que percorrem os Andes e passam por Puerto Frías e Puerto Blest, antes da chegada ao Lago Nahuel Huapi em Bariloche. Consulte a duração estimada deste trecho nos sites das agências e não esqueça que você irá passar pela imigração. 😉

A primeira parada do nosso passeio foi nos Saltos de Petrouhé, no Parque Nacional Vicente Pérez Rosáles, a cerca de 70 km de Puerto Varas. Se você estiver com tempo sobrando em Puerto Varas, vale conhecer a estação de ski do Vulcão Osorno e fazer o parque no mesmo dia, porque um fica ao lado do outro.

Saltos de Petrohué
Saltos de Petrohué
Saltos de Petrohué nos Lagos Andinos
Tonalidade da água no Saltos de Petrohué
Saltos de Petrohué com Vulcão Osorno ao fundo
Saltos de Petrohué e Vulcão Osorno enconberto ao fundo, no Parque Nacional Vicente Pérez Rosáles.

 

O I é uma ótima pedida para fazer caminhadas e tirar boas fotos, mas o destaque fica sem dúvidas por conta dos saltos. Saltos de Petrohué são cachoeiras e corredeiras de uma tonalidade azul esmeralda inigualável. A paisagem se completa com o vulcão Osorno bem ao lado. Por sinal, foram as erupções do vulcão que causaram os desvios e as barragens no rio. Com o tempo, a água encontrou seu caminho pela lava endurecida e formaram-se os saltos (explicação dos guias locais, heim!). É esta mesma lava que cobre a superfície das margens dos saltos de Petrohué. A formação é muito semelhante às paredes das cuevas volcanicas de Pucón.

Saindo do parque, o ônibus nos levou até a margem do Lago Todos Los Santos ou Lago Esmeralda, de onde parte o catamarã que realiza a travessia dos lagos. Não se preocupe em pegar um bom lugar neste catamarã porque todos os lugares são bons e haverá tempo suficiente para percorrer todo o barco e avistar todos os lados e detalhes do Lago Esmeralda. O barco, que navega lentamente, dispunha de uma cafeteria para nos ajudar a passar o tempo que pode ser um pouco tedioso para os mais enérgicos. No caminho pelo lago, que leva o título esmeralda não por acaso, as águas límpidas e azuis disputam a atenção com montanhas de pico nevado, cascatas e  cumes de vulcões, como o Pontiagudo , o Calbulco e outros. Mas nenhum rouba a cena como o Osorno.

Navegando pelo Lago todos los santos
Lago Todos los Santos visto do catamarã com o Vulcão Osorno encoberto.
Navegação pelo Lago Todos Los Santos no Cruce Andino
Lago Todos Los Santos
Vulcão Pontiagudo avistado no Cruce Andino durante navegação pelo lago Todos Los Santos
Vulcão Pontiagudo

Após cerca de 2 horas de navegação pelo lago esmeralda, Peulla é a parada final. Este povoado possui apenas dois grades hotéis e uma pequena vila. Mas por outro lado é agraciada por uma incrível beleza natural trazida pelas montanhas das cordilheiras, pelo lago e pelos pastos verdes. Embora à primeira vista a paz reine em absoluto, a pitoresca Peulla é também um destino de aventuras. Existem diversos passeios para se fazer por lá, que são vendidos a bordo do catamarã: tirolesa, passeio de jetboat, passeio de 4×4 pela cordilheira, cavalgada no Andes e etc. (Todos a preços são bem salgados, claro!). Mas se você atravessar no mesmo dia para Bariloche, não haverá tempo para passear pela pequena Peulla. Não era o nosso caso. Nós teríamos três horas livres naquele belo fim de mundo e então, aproveitei para conhecer os Andes a cavalo. Acompanhada de um guia, em outro cavalo, cavalgamos Peulla adentro por cerca de meia hora visitando locais completamente ermos, literalmente nos pés da cordilheira. Voltamos após eu cair do cavalo…rs

Ovelhas nos pastos em Peulla
Pastos de Peulla

Peulla1

Peulla11

Peulla4

Passeio a Cavalo na Cordilheira dos Andes em Peulla
Cavalgada nos Andes

Em outubro, apenas o hotel Natura Patagônia funcionava e foi lá que todos nós almoçamos bem salgado, se é que me entende. A segunda opção seria o Peulla Hotel. Vale lembrar que se fizeres o Cruce Andino, a hospedagem em um destes hotéis é por sua conta.

Quanto a fazer o cruce del lago ou cruce andino,  nossa sugestão seria realizá-lo com pernoite em Peulla por dois motivos: primeiro, porque Peulla é uma boa parada para relaxar ou até tomar uma dose de adrenalina com um dos “ecopasseios” do local e, segundo, porque imagino que fique muito corrido e cansativo ir para Bariloche no mesmo dia. Por mais lindos que sejam os lagos andinos, passar quase o dia inteiro navegando pode ser muito monótono. Pelo menos para nós dois!

O Cruce Andino também pode ser reservado diretamente pelo site da empresa que leva o mesmo nome (http://www.cruceandino.com/br), porém não testamos este serviço. O site em português já facilita bastante.

Acesso a Peulla no Chile
Acesso a Peulla

Já que não fomos até Bariloche, após a cavalgada retornamos ao catamarã e voltamos novamente pelo lago esmeralda até Puerto Varas! Chegamos por volta das 18h em nosso hotel. 😉 E vc, cruzou os lagos no mesmo dia? Como foi?


Mais informações: 

Vulcão Osorno

Parque Nacional Vicente Pérez Rosáles

13 comentários em “A encantadora Peulla, o último povoado chileno antes da travessia dos Lagos Andinos até Bariloche.

  1. Nossa que delícia de passeio!!! E essas paisagens, são de tirar o fôlego de qualquer um! Eu ficaria como maluca tirando foto de tudo….Tenho um carinho tão especial pelo Chile! Ainda quero voltar pra lá e explorar mais…. 😉

    Curtir

  2. Pessoal, boa noite!! Vale a pena alugar um carro e fazer os passeios por conta própria? Ou É melhor utilizar as agências de turismo? Vou passar 2 dias e meio em Puerto Varas e qqueria fazer esse passeio de Peulla, conhecer frutillar, o vulcão osorno e os saltos do petrohue! Sera q tenho tempo para isso td? Qual o valor desse passeio de Peulla? Obrigado!!

    Curtir

    1. Bom dia Alamo!
      Acho que o seu tempo é suficiente para fazer estes passeios sim. Vejamos:
      -Um passeio até Peulla durará um dia inteiro e no caminho você conhecerá os saltos.
      -A ida ao Vulcão Osorno bem como o city tour em Puerto Varas também me parecem ser viáveis em um único dia.
      -Frutillar você pode conhecer em meio dia. Almoce por lá e rode a cidade a pé.

      Embora Puerto Varas seja pequena o suficiente para você ficar a pé, ao alugar o carro você consegue otimizar o seu tempo e ter mais flexibilidade nos seus passeios. Foi isso que fizemos. Já o passeio até Peulla é melhor reservar por lá mesmo e neste dia você não precisará do carro, caso esteja hospedado no centro de Puerto Varas, pois o ônibus deve busca-lo no seu hotel.

      Depois nos conte se deu certo!
      Abraço

      Curtir

    1. Sim Dhebora, você pode levar sua bagagem, porém, penso ser prudente não levar muita coisa. Lembre-se que a maior parte do trajeto é feita de catamarã. Recomendo que você acesse o FAQ disponível no site do cruce andino ( disponível no post) para obter informações mais precisas sobre o transporte das bagagens.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s