As dez melhores coisas pra fazer na Cidade do Cabo – Parte 1

A Cidade do Cabo é aquele lugar que merece pelo menos uma semana para que você possa aproveitar tudo o que a cidade tem a oferecer. A cidade conjuga com perfeição os agitos de um grande centro urbano com os encantos de uma cidade praiana de veraneio. Só que esta não é uma cidade de veraneio.

Na primeira parte deste artigo, resumiremos os cinco melhores passeios que fizemos durante a nossa road trip de 8 dias pela Cidade do Cabo.  Espero que se animem a viajar pra lá e se apaixonem pela África do Sul tanto como nós!

1. Passar um dia ou uma tarde no V&A Waterfront

V&A Waterfront com a Table Mountain ao fundo
V&A Waterfront com a Montanha da Mesa ao fundo.

A Cidade do Cabo tem uma excelente infraestrutura urbana e turística, mas sabe aquele pequeno lugar, charmoso, cheio de passatempos capaz de reunir gente de todas as idades e perfis? Então este lugar é o V&A Waterfront – um centro turístico de entretenimento, compras e gastronomia – localizado na zona portuária, próxima ao centro.

O V&A Waterfront é um complexo com alguns shoppings, muitas lojas de souvenirs, de roupas e artesanatos africanos; possui  museus e mercados, mas é também um centro gastronômico que oferece diversas opções a variados preços que incluem desde aqueles restaurantes “gourmetizados” ao bom e velho fast food globalizado. Dois shoppings cobertos te fazem esquecer que você está na Zona Portuária, são eles: o Victoria Wharf Shopping Centre a o Alfred Mall and Pierhead, prepare os bolsos para este último. Mas no quesito compras, vale uma parada no mercado V&A Market on the Wharf que reúne expositores que vendem iguarias locais, delícias artesanais e comida típica de rua (mas atenção pq ele fecha às 18!).

É do V&A que partem os passeios para a Robben Island  – a famosa ilha que abrigava a prisão onde Nelson Mandela ficou por 18 anos preso. O passeio sai de três a quatro vezes por dia, portanto cheque aqui os horários. Aliás por ser uma zona portuária é possível reservar uma diversidade de passeios de barco, alguns dos quais no melhor estilo navio pirata com personagens caracterizados. Mas tão comum quanto os passeios até a Robben Island são os passeios de barco ou lancha para assistir ao pôr do sol regado a champanhe. #luxo

É no V&A também que fica o Two Oceans Aquarium, um bom lugar para levar as crianças.

Uma enorme roda gigante cuja volta vale a pena para assistir ao pôr do sol, completa as atrações.

Para os mais aventureiros e endinheirados há também opções de passeios de helicópteros, mas como nosso dinheiro ficou todo com o Kapama, o helicóptero ficou para um dia quem sabe….

::Nossos safáris no Kapama Private Game Reserve |Southern Camp::

Aberto diariamente das 09h às 21h, o acesso é gratuito, e para quem está de carro, ao redor existem várias opções de estacionamento coberto e pago. Claro que se a sua intenção for tomar um chope, os pubs Ferrymans Tavern e o Mitchell’s Brewery ficam abertos por mais tempo, mas é bom chegar cedo, pois são bem concorridos.

V&A Waterfront
Caminhar no V&A Waterfront já é em si uma atração.

V&A Waterfront 3

V&A waterfront 4
O African Trading Port é uma loja que reúne todo o tipo de artigo representando o continente e cultura africana. Tem uma seção bem curiosa com máscaras e bonecos tribais que são um tanto assustadores.
V&A Waterfront
Existem dezenas de opções de restaurantes e lanchonetes, alguns bem charmosos!
V&A6
Cape Fur Seals são os lobos marinhos sul africanos (que eu chamo de foca mesmo). Elas habitam os decks do V&A. Para vê-las procure pelas placas Seal Viewing e vá até marina, próximo ao Two Oceans Aquarium  onde os barcos estão atracados ou debruce sobre as muretas que dão para o mar. Dá para vê-las nadando próximo a superfície da água!
V&A 5
Robinson Dry Dock é a doca seca mais antiga do mundo ainda em uso e fica lá no V&A. É ali que são feitas limpezas e consertos nos navios.
V&A7
Parada para relaxar na roda gigante Cape Wheel  após o almoço tardio. A vista é bem bacana mas não vá com grandes expectativas a menos que esteja com crianças.
V&A Waterfront música
Com sorte você vai apreciar a bela musicalidade sul africana! Particularmente sempre fico com as músicas locais na cabeça me trazendo uma sensação nostálgica muito boa dos lugares em que estive!

2. Dirigir e assistir ao pôr do sol na rota cênica Chapman’s Peak Drive

Gente que lugar é esse! É dirigindo por esta estrada que você se dá conta do quão belo é esse lugar. Uma estrada perfeita contornada de um lado pela encosta das montanhas que parecem terem sido lapidadas a mão, e do outro, pelo mar e praias de Cape Town. A rota de 9 km de extensão é bem sinuosa e tem apenas 114 curvas. O acesso é a partir da localidade Hout Bay.

Esta estrada é um dos caminhos que você poderá pegar quando for fazer passeios até o Cabo da Boa Esperança, mas o imperdível mesmo é dirigir por ela no fim da tarde e parar em pelo menos um dos muitos mirantes para ver o sol se pôr e mergulhar no mar. Dirija sem pressa e pare muitas vezes para apreciar a paisagem, você não será o único. No entardecer ninguém está com pressa em Chapman’s Peak!

Chapman's Peak Drive na Cidade do Cabo
A rota Chapman’s Peak é uma das mais cênicas do mundo.
Chapman's Peak Drive
A estrada está em perfeitas condições mas é preciso atenção devido às muitas curvas.
Dirigir Chapman's Peak Drive
Alguns trechos são verdadeiras obras de arte da natureza, em conjunto com o homem, é claro!
Hout Bay Chapman's Peak Drive Cidade do Cabo
Um dos melhores pontos para estacionar é bem próximo ao início da rota de onde é possível apreciar a maravilhosa vista da baía Hout Bay!
Hout Bay
Hout Bay e a ilha Duiker Island na ponta
Chapman's Peak Drive 5
Vale uma parada para apreciar a linda e rústica Noordhoek Beach, na Península do Cabo.
Pôr do Sol na Cidade do Cabo
Mas a estrela no entardecer é mesmo o sol!
Pôr do Sol em Chapmant´s Peak
Estacionamos em um dos disputados mirantes para apreciar o espetáculo da natureza!

3. Mergulhar com as focas em Duiker Island

Este passeio aqui está no Top of the Tops da minha vida e você pode ler mais sobre ele aqui:

::Mergulho com focas em Cape Town::

A Cidade do Cabo oferece a oportunidade única de mergulhar livremente com snorkel  na Duiker Island, uma pequena ilha próxima a Hout Bay que abriga uma colônia com cerca de 10.000 lobos marinhos selvagens que passam o verão se divertindo nas gélidas águas do mar da Cidade do Cabo.

O tour opera de setembro a abril e o embarque é no cais de Hout Bay. Não é preciso saber nadar, logo, não é necessária qualquer experiência com mergulho.  Mas se você é do tipo que prefere menos intimidade com os lobos marinhos, é possível visitar a colônia ( de longe) com um dos passeios de barco que saem do mesmo cais.

Seal Snorkel
Cape Fur Seals descansam em Duiker Island, também conhecida como Seal Island,  próximo a Hout Bay.
Mergulhar Focas Cidade do Cabo
O mergulho é simples assim: vista a roupa de mergulho, pegue o seu snorkel e a sua câmera e peça licença para se jogar ao mar no meio das focas. OBS: Só existem três seres humanos nessa foto.
Seal Island
Centenas de focas nadam próxima a ilha. Os pontinhos pretos são as cabecinhas ou a nadadeiras que elas deixam para fora da água…sabe Deus pq! Que engraçadinhas! #feliciamodeon

4. Mergulhar em gaiola com tubarões brancos

Aventureiros de carteirinha e apaixonados por vida selvagem, não podem sair da Cidade do Cabo sem ter mergulhado no mar infestado por tubarões brancos.

Existem diferentes localidades e formas de realizar este passeio, mas o importante é planejar a sua viagem para a melhor época da temporada. Então se a intenção for mergulhar de gaiola as chances são consideravelmente melhores de junho a dezembro.

Este é um passeio que vai levar um dia inteiro e que é melhor reservar com antecedência. Existem uma dezena de opções pra você escolher e qualquer bom hotel que se preze terá uma indicação, mas nós por segurança reservamos com bastante antecedência do Brasil mesmo. Como também depende das condições climáticas é bom não deixar pra última hora e acompanhar bem a previsão, já que a maioria das operadoras não devolve o dinheiro caso nenhum tutuba dê o ar da sua graça. Em geral ,nas pesquisas que fiz, as agências davam um voucher para uma nova tentativa caso a sua fosse frustrada. Não foi o nosso caso. Vimos cinco tubarões, sendo um deles um monstro de com pouco mais de 4 metros….Incrível!

:: Leia mais sobre o Mergulho com Tubarão Branco aqui: Mergulho com Tubarão Branco em Cape Town: tudo o que você precisa saber!::

Mergulho com Tubarão Branco1
Nosso barco com a gaiola a borda se preparando para navegar.
IMG_4888
Abaixo do espelho d´água quem manda são eles….
Mergulho Tubarão Branco 3
Difícil foi fotografar o tubarão branco fora da água!!

5. Conhecer o Cabo da Boa Esperança

É na Reserva Natural de Cape Point, na península do Cabo, que está situado o Cabo da Boa Esperança, passeio clássico presente em qualquer roteiro de quem vai a Cidade do Cabo. Esta reserva faz parte da Table Mountain National Park.

Declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO, o valor do Cabo da Boa Esperança não está apenas na sua beleza natural e na riqueza de sua flora e fauna, mas também por sua importância histórica. Na busca por rotas marítimas que ligassem o ocidente ao oriente, Bartolomeu Dias  “batizou” o local de Cabo das Tormentas devido ao tempo constantemente ruim e imprevisível que levou a muitos naufrágios na região.(Lembrou das aulas de história????).

Aberto diariamente, porém em horários distintos que variam conforme o período, o melhor é visitá-lo de carro mesmo. A reserva é enorme e contém inúmeras trilhas a serem percorridas a pé, de bike ou carro. São muitos também os pontos de observação ,sendo o cume na ponta do cabo principal.

Chegue cedo e aproveite para fazer a sua refeição no restaurante Two Oceans com uma impressionante vista para a baía de False Bay, mas não sem antes parar no Centro de Informações Turísticas para pegar seu mapa , planejar sua visita e conferir uma pequena exibição de achados arqueológicos, fauna e flora locais. Ah…e cuidado com os babuínos!

::Leia mais: Cabo da Boa Esperança e a Praia dos Pinguins: Dirigindo pela Cidade do Cabo::

Table Mountain National Park
Dirigindo pela reserva. Existem diferentes rotas que você pode explorar. Mas é importante estar atento ao horário do fechamento dos portões para não pagar multa.
Cabo da Boa Esperança
Cape Point ou Ponta do Cabo no Cabo da Boa Esperança visto do alto após subida pelo funicular.
Cabo da Boa Esperança 2
Cabo da Boa Esperança visto de Cape Point
Vista do Two Ocenas para False Bay
Visual do Two Oceans Restaurant para a baía False Bay. Dizem que com sorte, de julho a novembro, é possível ver as famosas baleias da costa da África do Sul navegando por False Bay. Infelizmente nesse dia não as vimos.
IMG_5283
Para quem não quer subir de funicular é possível fazer uma longa caminhada até o cume onde está o farol Cape Point Lighthouse construído em 1913.

E quais são os outros cinco passeios que amamos? São eles:

6. Visitar Boulders Beach em Simon´s Town, a praia dos pinguins
7. Subir até a Table Mountain ( Montanha da Mesa)
8. Dirigir pela Beach Road para apreciar a orla marítima do cabo
9. Fazer a rota dos vinhos em Cape Winelands
10. Visitar um verdadeiro santuário de Leões: O Drakenstein Lion Park

Acessa aqui a continuação do post para conhecer detalhes e ver as fotos!

8 comentários em “As dez melhores coisas pra fazer na Cidade do Cabo – Parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s