Pacote de viagem pra que te quero? Passo a passo para planejar a própria viagem.

 

12304396_940759795972475_5054740382171360013_o

Bem-vindos à temporada de Férias. Um grupo de blogueiras uniu-se com o objetivo de compartilhar suas experiências, informações, dicas e muito mais para enriquecer as possibilidades para esta época do ano.

Aqui no blog a nossa dica é para você planejar a sua própria viagem! Não desanima por que ainda dá tempo!

Planejando a sua viagem por conta própria

A maioria das pessoas que conheço costuma fechar pacotes de viagem com agências de turismo. Não que isso seja uma má ideia, longe disso.  Mas quase sempre o que ouvimos dos nossos amigos é “não quero esquentar minha cabeça, quero entrar no avião e não me preocupar com mais nada”! Mas quando a gente viaja, de forma independente, nós também não esquentamos a nossa cabeça não, sabia? Talvez por que a nossa viagem comece muito antes do embarque e quando a gente desembarca já nos sentimos familiarizados com aquele novo país ou cidade. Já temos um plano A e um plano B, já sabemos os passeios que queremos fazer e já temos na manga uma série de outros que tentaremos fazer. Nós já até conhecemos muitas ruas, pois já estivemos ali virtualmente durante o nosso planejamento….O ponto negativo de viajar de forma independente é que dá uma trabalhinho. Fato! Mas esse trabalhinho é muito gostoso e prolonga a nossa viagem por meses…

Neste post vamos contar de forma resumida como nós planejamos a nossas viagens. É claro que não há uma receita de bolo e o que dá certo pra gente, pode até não dar pra você, embora isto seja pouco provável😉

 

Onde ir: Pré-selecionado o destino

PlacasSe você é viciado em viagens como nós, tenho certeza que já possui uma lista com países e cidades para visitar pelas próximas décadas! Nós também temos e a nossa é dividida em função do custo e da época do ano mais adequada para visitar aquela (s) cidade (s).

O custo não é real, é apenas uma referência do tipo: uma viagem até Bariloche de certo vai nos custar menos que um roteiro pelos países escandinavos ou quando nós formos até Nova York queremos que seja outono para ver as cores avermelhadas das árvores.

Outro ponto que sempre observamos é a temporada! Geralmente viajamos no inicio da baixa temporada quando os preços são menores e a experiência é quase a mesma , mas com menos furdunço e melhor atendimento.

 

 

Quando ir: Marcando as férias

road-675538_1280Nem sempre podemos sair de férias exatamente quando queremos, mas uma coisa é certa pra gente: a época do ano é um critério decisivo para escolher um destino, assim como o tempo que teremos disponível.

Nós podemos estar loucos para ir ao Canadá, mas não iremos se a época coincidir com o inverno rigoroso daquele país. Também modificamos ou desistimos de roteiros se percebemos que nosso tempo disponível não vai permitir passar nem 3 dias em cada cidade. Três dias pra gente é o mínimo do mínimo em qualquer lugar do mundo!

É nessa hora que começamos a pesquisar sobre o clima! Isso é fundamental para reduzir frustração e os riscos da viagem.

Portanto, pesquisamos muito os dados históricos daquela cidade: índices pluviométricos, temperaturas mínimas e máximas, precipitação de neve e horas de sol. Na internet essa pesquisa é muito fácil. O Tripadvisor traz essas informações em seções específicas de Travel Guide, mas você pode complementar sua pesquisa buscando dados históricos no AccuWeather, no Weather Underground e no Snow-forecast, se o que você busca é neve! Compare todos e escolha o melhor período pra você!

Quais cidades visitar e o que fazer?

Em geral qualquer viciado em viagens já tem em mente as cidades que deseja conhecer, mas mesmo assim vale uma pesquisa para confirmar se você realmente faz questão de passar naquele lugar e até mesmo descobrir outros paraísos.rbbv

Nós SEMPRE consultamos o Tripadvisor para saber o que há pra fazer em determinado lugar e descobrir as principais atrações. As vezes a gente se decepciona um pouco e percebe que talvez não iremos gostar de fazer aquelas coisas ou que talvez podemos passar menos dias no lugar e muitas vezes é ali que fantasiamos inúmeras experiências. Aqui começamos a viajar…

A segunda fonte de pesquisa essencial são os blogs de viagem! rsrs…não é à toa que você está aqui!! Uma vez definidos os lugares e algumas atrações, será nos blogs que você encontrará informações de quem já foi com dicas de como e quando ir, quanto gastar e o que NÃO fazer! Muito antes de escrever este blog, eu já confiava mais neles do que nas revistas comerciais que são impessoais e não conseguem trazer o aprofundamento que você vai precisar para elaborar o seu roteiro sozinho. Já os blogs, eles contêm inúmeras inspirações para elaborá-lo. E o que dizer das fotos? A gente já se imagina naqueles lugares, fazendo tudo aquilo…

Uma forma simples e prática de consultar estes blogs é acessando o diretório da RBBV onde os blogs associados estão separados por países e você pode escolher até pela data que o blogueiro viajou. Assim como base nas fotos dele, você pode já ter uma ideia legal de como será a paisagem durante a sua visita.

Onde ficar?

tent-779602_1280
Crédito: pixabay.com

Escolhidas as cidades base, está na hora de pesquisar hospedagem. Então sempre vem aquela pergunta, qual é a melhor localização?

Uma coisa que a gente sempre faz além de pesquisar nos blogs é colar dos pacotes de viagem das operadoras! A gente costuma ver em qual região eles acomodam os hospedes e depois partimos para a busca no Booking.com com filtros de bairro e preço. Mas não fechamos nada sem ler não apenas as avaliações dos hóspedes como também o ranking do hotel no Tripadvisor. Finalmente, gostamos de usar o Google Street View para dar uma olhada nas redondezas em torno do hotel!

Critérios essenciais para a nossa escolha são reputação, distância das atrações e do sistema de transporte, custo e facilidades como café da manhã, wi-fi e estacionamento (se estivermos de carro)!

Elaborando o seu roteiro

Chegou a hora de começar a elaborar aquela planilha bacana que no final vai nos revelar qual deve ser o nossos budget de viagem!! Planilha???!! Tá, se você preferir pode escrever até no papel do pão. Importante é anotar e somar! Por enquanto tudo pode e o que vale é sonhar e viajar mentalmente…no final a gente vê o que de fato vai dar pra fazer.

ipad-632394_1280Até aqui nós já definimos o destino, a(s) cidade(s), a época, o (s) provável (eis) hotel (eis) e já relacionamos as atrações e passeios que gostaríamos de fazer. Então está na hora de saber quanto custa essa bagaça toda e o que faremos de fato em cada lugar.

Novamente não tem mistério. A gente pega aquela relação de atrações e passeios, pesquisa sobre eles nos blogs e acessa os sites oficiais para tomar nota dos dias e horários de funcionamento, localização e preços atualizados. Não esquece de ver a temporada, se as coisas funcionam o ano todo e tal.  Feito isso, anotamos coordenadas de GPS e marcamos o endereço no Google Maps e no My Maps.

Muitas vezes descobrimos alguns day tours e sempre pesquisamos se podemos realizar aquele roteiro por conta própria. Na maioria esmagadora das vezes é possível, seguro e mais barato fazer sozinho. Mas algumas poucas vezes, principalmente quando não estamos com carro alugado e a distância a ser percorrida é longa, nós reservamos o day tour com as operadoras melhor avaliadas no Tripadvisor ( sempre ele!!).

Traçando o itinerário

Esse é o momento de definir a ordem das coisas e nesta hora vale abusar dos serviços do Google novamente. Criamos nossos mapas no My Maps, marcamos mapaa localização provável do nosso hotel e das atrações e, com base na proximidade entre as coisas,  vamos definindo a programação diária. Mais uma vez, os blogs de viagem cumprem um importante papel de sugerir atrações próximas e alertar para o tempo necessário em cada lugar.

O tempo de deslocamento ponto a ponto é bem calculado pelo Google. É claro que aqui tudo é estimado e a gente sempre põe uma gordura…E se você quiser cole de novo dos pacotes das operadoras porque pode apostar que eles sempre sugerem as atrações pela proximidade.

No nosso itinerário também entram algumas opções de lugares bacanas para uma boa refeição que durante toda essa pesquisa a gente vai descobrindo. Mas em geral nossos roteiros preveem pouco tempo para refeições. Então, se tivermos imprevistos, a gente pula a refeição numa boa!

 Se for viajar de carro, marca logo postos de combustível e pedágios!

 

Como se locomover?

underground-534617_1280
Crédito: pixabay.com

Geralmente é durante nossas pesquisas que decidimos se usaremos transporte público, táxis ou alugaremos um carro. Em geral sempre optamos pelo carro em cidades pequenas ou quando percebemos que as atrações e passeios são um pouco dispersos geograficamente. A exceção aqui fica para grandes metrópoles de países desenvolvidos que geralmente oferecem amplas e eficientes opções de transporte público.

Caso optemos pelo carro, uma consulta rápida na internet permite descobrir o preço do combustível.Temos usado como referência o Global Petrol Prices para estimá-lo. Com base nas rotas já traçadas no My Maps do Google descobrimos a km aproximada e os custos que teremos.

Não é raro fazermos grandes deslocamentos em um mesmo país e aqui não tem como escapar da pesquisa comparativa! É preciso comparar o custo do deslocamento de carro não apenas considerando as diárias e o combustível, mas também os pedágios! Jogamos na planilha o custo de deslocamento por via área utilizando empresas domésticas low cost e custos de deslocamento de trem ou ônibus leito. Na hora de decidir, a gente sempre põe na balança não apenas os custos, mas a duração do trajeto, as paisagens e eventuais paradas que serão possíveis caso estejamos de carro, o conforto e os dias que esses deslocamentos irão nos consumir, ou seja, vantagens e desvantagens de cada meio. Esta é uma decisão sempre muito pessoal e que varia conforme o tempo e o dinheiro disponíveis! Mas quando a rota é cênica, o trajeto de carro é sempre tentador! Para cotar este custo usamos os sites Rentalcars ou CarRentals.

Uma boa dica é digitar no Google a cidade de origem e a de destino. Exemplo: De Toronto a Nova York. O Google não apenas mostra opções de rota com diferentes meios de transporte com a respectiva duração, como também apresenta todos os voos disponíveis com horários, cia áreas, duração, escalas e etc. E como se isso já não fosse suficiente, com um clique ele te dá até os preços dos voos!! Mais moleza que isso, só sentando no pudim!

rentcars
Compare preços e reserve seu carro na rentcars. Preços com isenção de IOF e parcelamento em até 12x.

 

Fazendo as reservas

Em geral fazemos reservas de passagens com três ou quatro meses de antecedência, embora a gente possa estar monitorando os preços há algum tempo pelos sites de busca de passagens. Uma ferramenta que estamos testando é o Skyscanner, que nos avisa sempre que há uma alteração nos valores do trecho que estamos monitorando.

Comprar direto pela companhia aérea ou por estes sites foi até hoje uma decisão do momento.  A escolha dos horários dos voos precisa bater com o nosso roteiro e a programação diária. Em geral sabemos que as nossas aventuras começam cerca de 3 horas após o nosso desembarque e as vezes em função do horário de chegada e partida ou até mesmo dos nossos passeios que consideramos obrigatórios, acrescentamos ou reduzimos dias nos nossos destinos.

Uma coisa que sempre vale a pena pesquisar é se existem combos com tickets para múltiplas atrações e cartões recarregáveis para uso do transporte público para dar uma economizada e facilitar a vida, como é o caso do Oyster Card de Londres. Alguns passeios mais concorridos a gente prefere deixar reservado aqui do Brasil até porque a reserva antecipada  é sinal de economia.

Para reservar os hotéis, optamos sempre pelo booking.com ou pelo hoteis.com, apesar de às vezes reservamos diretamente com o estabelecimento. Vale sempre comparar as tarifas.

Os custos mais imprevisíveis costumam ser os de alimentação, mas trabalhamos com a média de 50 dólares por dia, por que nós trocamos comida por aventuras fácil, fácil…! Não faça isso se você é do tipo que PRECISA fazer uma refeição completa!

Booking 728 x90
Somos afiliados ao Booking. Reserve por aqui e nos ajude a manter o blog sem nenhum custo a mais pra você.

 

Montando nosso Kit Viagem

A esta altura nossa planilha está pronta! Com dias e horário dos voos, chegada e saída em cada cidade, hotéis, passeios, aluguel de carro e combustível e tudo com os respectivos custos. Com o budget definido, seguimos para os “finalmente”!

map-455769_1280
Crédito: pixabay.com

Mesmo depois de ler todo o conteúdo da web sempre rola de comprarmos algum guia de viagem completo daquele país ou cidade. Neles você encontra um compilado bem bacana de informações que a gente sempre consulta antes e durante a viagem: sistema de saúde público, horário de funcionamento de bancos, segurança em alguns locais, horário de funcionamento de lojas e shoppings, comidas típicas, sistemas de transporte e outros aspectos da cultura local! Além disso nesses guias geralmente encontramos as atrações com endereços, horários e muitos mapas, dependendo da editora. Nós já utilizamos os guias O Viajante, Guia Visual da Folha e Lonely Planet, mas antes de escolher o seu vale uma visita à livraria para dar uma folheada.

Por mais que a gente alugue GPS, tenha Waze no celular e Google Maps, mapas em papel nunca são demais! Nós já nos vimos em situações onde nenhuma tecnologia funcionava e foram nossos papeis que nos salvaram!

Então nosso kit de viagem nada mais é que uma pastinha contendo passagens, vouchers impressos de hotéis e passeios, GPS, celular, guia de viagem, rotas impressas do google, documentos com carteira de vacinação, permissão internacional para dirigir, passaporte, nossa inseparável planilha!

seguro_viagem_geral_728x90
Compare e reserve o seu seguro viagem pela Real Seguro Viagem

Isso tudo você pode fazer em uma semana ou durante alguns meses e esse é um trabalho absolutamente viciante.  Você vai deixar o seu roteiro com a sua cara , ajustar os seus desejos às suas possibilidades financeiras e sempre dá para economizar! Além disso, você fica com total liberdade para fazer o que puder pelo tempo que quiser! E lembre-se, seu roteiro de viagem é apenas um guia e a qualquer momento você poderá modificá-lo, até mesmo no dia!

Sinceramente, quando a gente embarca não esquentamos a cabeça com mais nada, só em não perder a hora de manhã cedo!!

Agora é a sua vez!! Conta pra gente as suas dicas e ferramentas que você mais utiliza!! Deixa seu comentário aí!

 


Aproveita e confere as dicas dos outros blogs que participam desta série:

:: Carregando Malinhas

Férias na estrada: dicas para road trip com crianças

:: Comendo Chucrute e Salsicha

Eletrônicos para Curtir as Férias

:: Criando Filhos pelo Mundo e para o Mundo

10 Regrinhas de Etiqueta para se usar na Imigração

:: Desempilhados

Férias com os amigos animais

:: E aí, Férias!

Férias chegando! Dicas para evitar perrengue na sua viagem

:: Malas & malinhas

Dicas para aproveitar as férias com crianças

:: Maria Aqui e Ali

Colônia de Férias (Summer Camps)

:: Nat’s Corner

Essenciais de Férias: 10 Coisas Que Não Ficam de Fora da Minha Mala

:: Passeiorama

4 dicas de passeio em São Paulo – temporada de férias

:: Quebrei a Bussola

Dicas para economizar nas férias!

:: Viajante em Tempo Integral

5 dicas para curtir as férias com as crianças 



22 comentários sobre “Pacote de viagem pra que te quero? Passo a passo para planejar a própria viagem.

  1. Adorei o post e faço exatamente como vc descreveu. Claro que nunca fiz uma viagem internacional, mas aqui pelo Brasil sempre viajo por conta própria, pois detesto ficar “presa” a horários de agências. No caso de viagens nacionais, acho super tranquilo explorar os roteiros não- convencionais que geralmente são os escolhidos pelas agencias de turismo. Prefiro conhecer as cidades do meu jeito

    Curtida

  2. Ameiii… percebi q já estou praticando as primeiras dicas para NY… mas penso em comprar pacote pela vantagem de parcelar em até 12x (viajante iniciante assalariada pobre aqui rsrs) se eu reservar vôo e hotel consigo parcelar também? De resto, já tenho lugares onde quero visitar, época do ano, etc😉
    Obrigada … ótimas dicas ^^

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim Michelle! O hoteis.com ,por exemplo, permite o parcelamento do valor da hospedagem. Tanto no decolar como no site de algumas companhias você também consegue parcelar, talvez não em 12x. Faz a simulação no site dessas empresas antes de fechar seu pacote.

      Curtida

  3. To rindo sozinha: 3a tentativa de comentar!!!
    Eu adoro posts que incentivem as pessoas a serem autônomas. E esse é um deles!
    Beijo.

    Curtida

  4. excelente post,fazendo esses passos a viagem começa com o planejamento.
    ainda considero um desafio é fazer o mapa da cidade com os restaurantes,hotel,lojas e pontos turisticos marcados pois ele só abre se tiver internet e na rua onde eu necessito ver o mapa não tem.outra coisa que ainda não sei fazer é colocar o mapa com o trajeto que fiz em um dia na cidade

    Curtido por 1 pessoa

    1. Lilian você pode criar no próprio Google Maps, utilizando uma funcionalidade chamada My Maps. Lá você vai marcando todos os pontos de interesse e depois você pode imprimir partes deste mapa com um zoom adequado para que você consiga visualizar os nomes das ruas, as estações de metrô e por aí vai…Ou então usar o método tradicional mesmo: faz um risco nos mapas físicos que acompanham os livros/guias de viagens! Nós sempre compramos um…

      Curtida

  5. Nossa, planejar a viagem já é uma viagem! Adoro e acho indispensável para nós, viciados em viajar.
    É preciso manter um planejamento, uma planilha, mas sempre acabamos improvisando! rs
    Adorei a dica de colocar os destinos separados por época para conhecer ou custos … vou usar na minha lista-de-lugares-que-quero-conhecer.:)

    Curtido por 1 pessoa

  6. O preparo da viagem é quase tão gostoso quando a viagem em si. Por aqui, lemos tudo o que podemos do destino. Após compra das passagens, as reservas de hotel ou apto alugado, carro, trem, ficam mais pra perto da viagem. É tudo uma curtição! Ótimas dicas.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Simplesmente adorei as dicas!!! Confesso que aqui em casa resolvemos tudo muito de última hora, meu marido tem uma dificuldade enorme em se planejar …. e aí acaba que normalmente alugamos uma casa e andamos pela cidade sem muito destino, meio que deixando a cidade nos mostrar como as coisas funcionam. É claro que em cidades famosas não deixamos de ir aos principais pontos.
    beijocas
    Li
    http://www.criandofilhospelomundo.com/

    Curtido por 1 pessoa

  8. O item “quando ir” é super importante! Antes eu não ligava para isso e já aconteceu de perder duas comemorações importantes em viagem por não ter pesquisado antes. Ou de pegar um clima feio. Tudo por não ter dado uma “fuçadinha” antes. Belas dicas. Tati

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu acho que esse item é o mais importante de todos! Muitas vezes a pessoa sonha em encontrar uma paisagem específica ou fazer os passeios que um amigo fez e quando chega lá se frustra! Eu canso de mudar destinos em função disso!

      Curtida

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s