Mergulho de Batismo em Paraty

Mergulho de Batismo em Paraty com a Adrenalina Mergulho

 

 

Ano passado, durante a última visita a Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro, tive a oportunidade de , finalmente, fazer um mergulho de batismo de verdade.

Sempre adorei o mar e não perco uma oportunidade para fazer um bom snorkel. Observar peixinhos coloridos, as formas e cores do fundo do mar me proporciona extremo prazer e relaxamento.

Mergulhar em um universo tão distante e tão próximo ao mesmo tempo é fascinante. E eu adoro essas experiências que me fazem lembrar o quanto somos apenas detalhes desse planetão.

Difícil sempre foi escolher um lugar, diante de tantas possibilidades que o Rio oferece e, perder o receio de ir muito além da superfície.

Aceitei o convite da Paraty Convention & Visitors Bureau para viver o batismo com a Adrenalina Mergulho na baía de Paraty, durante a press trip do De Viagem em Viagem e te conto os detalhes nesse post.

 

O que é o mergulho de Batismo

 

O batismo é aquele mergulho destinado aos mergulhadores inexperientes que desejam se aventurar pelo fundo do mar. É uma atividade recreativa e muito popular nas cidades praianas.

É um mergulho que, devido à profundidade, requer o uso do cilindro de oxigênio e o acompanhamento de um instrutor que, nesse caso, é o nosso guia e salva-vidas também.

Ao mergulhar em Paraty com a Adrenalina Mergulho, descobri que aquele mergulho que fiz nas Galés em Maragogi, não teve nada de batismo. Lá, mergulhei com cilindro e nada mais a uma profundidade de 2 metros, acompanhada de um instrutor. Foi uma delícia, mas faltou adrenalina, com o perdão do trocadilho!!!! (Sorry, foi mais forte que eu gente!!)

Em Paraty, percebi que a coisa seria bem mais séria e emocionante.

Nosso encontro foi na Marina do Engenho, a curta distância do principal acesso à cidade. Chegamos às 8h e logo eu e a Day do Lolepocket fomos recebidas pela equipe da Adrenalina, que nos entregou a roupa de neoprene, os pés de pato as nadadeiras e a máscara. De cara, tive uma boa impressão da roupa. Não parecia xexelenta como aquelas que vesti na Cidade do Cabo.

:: Leia sobre o Mergulho com focas em Cape Town

ou sobre o Mergulho com Tubarão Branco em Cape Town::

Em meia hora embarcamos, junto com uma turma que estava finalizando o curso de mergulho. Sabíamos que o retorno seria por volta das 15h. Achei muito tempo, até porque sabia que o mergulho em si seria rápido. Pensei que o resto do tempo seria entediante.

Enquanto aguardamos o embarque, exploramos bastante a bela Marina do Engenho.

 

Como é o mergulho de Batismo com a Adrenalina

A ilha dos ratos.
Naquele dia, embarcamos rumo a Ilha dos Ratos, mas esse não é o único ponto de mergulho para onde eles levam. Originalmente iríamos para a Ilha dos Meros, plano abortado devido à mudanças climáticas que estavam previstas.

A bordo do Adrenalina IV, navegamos por cerca de 40 minutos. O barco, aliás, já vale o passeio até para quem não for mergulhar. Falei para o maridão – que não sabe nadar – o quanto teria sido bom se ele tivesse ido!!

Pra começar que o barco é ótimo. São dois andares. No deck superior, algumas espreguiçadeiras ao sol me fizeram sentir como uma marajá a bordo do meu iate! Ah…como a vida deve ser boa para essa gente dona de barco!

No “térreo”, banheiro limpinho com ducha e uma mini cozinha. Os comes e bebes já estão incluídos no preço do passeio. Não é nada sofisticado e não há bebidas alcoólicas, mas é tudo muito bom e você se serve enquanto durar o estoque. Obrigada pessoal pelo cachorro quente que veio a calhar!

Interior do barco!
Voltando ao mergulho…

 

Prestes a debutar…
No caminho até a ilha, nosso guia ( ou seria instrutor?) nos explicou sobre como seria o mergulho e tentou nos ensinar como equalizar durante a descida e a subida.

Quando ele disse que poderíamos descer entre 8 e 10 metros, já me bateu um nervoso por conta do ouvido. Sempre que nado a pouco mais de 1 metro já sinto o ouvido estourar, e lá em Maragogi, uma descidinha brusca feita pelo guia quase explodiu meus tímpanos.

Você tem que aprender a equalizar. Se não conseguir equalizar, não dá pra descer” , disse o instrutor. Dali pra frente, fiquei tentando equalizar obsessivamente e sem sucesso até o meu batismo.

Equalizar os ouvidos se tornou uma missão de vida ou morte!

Equalizar consiste em deslocar o ar para o ouvido médio pelas tubas auditivas. WTF!!! Cara, isso é muito complexo para uma pessoa visual como eu. Eu precisava de um power point, um video tutorial ou algo assim para eu entender o significado daquilo. Mas tudo o que me disseram era: “Você tem que tampar o nariz, puxar o ar e assoprá-lo contra o nariz e então vai sentir algo parecido com um estalo nos ouvidos.

Vocês não têm noção da minha agonia. Minha amiga Dayana do Lolepocket, já estava nas profundezas e eu ali, a essa altura, sozinha no barco com a tripulação, não sentia nadica de nada nos ouvidos até que..ploc! Equalizei! Mas isso era só um exercício. Passada a sorte, eu continuava tentando sem sucesso. Parei.

A galera da turma de mergulho já estava há uma hora fazendo os exercícios no fundo do mar. Dayana estava voltando à superfície…

Turma que fazia aula de mergulho. Qualquer dia eu encaro!
Vesti o neoprene com ajuda da tripulação, que também se encarregou de me equipar com toda a parafernália de mergulho. Sem experiência, não consegui me locomover até a plataforma. A tripulação me conduziu, passou as instruções e, enfim, água! Deliciosa água verde cristalina!

Nos primeiros minutos fiz alguns exercícios de equalização. O instrutor recordou as orientações, sobretudo para a comunicação subaquática entre nós. Muito atencioso e paciente, me passou toda a segurança.

O mergulho dura algo entre 20 e 30 minutos. No meu caso, consumi uns 15 minutos com tentativas infrutíferas de descer devido a maldita equalização. Não vou negar, quem sabe que tem dor de ouvido, antecipa psicologicamente a dor e breca! Foi necessário ele me avisar que tentaria uma última vez, do contrário não seria possível descer!! O queeeeeeee????

Agora eu vou, com medo ou sem medo. Com dor ou sem dor.” Pensei automaticamente! Evidente que não compartilhei com ele meu irresponsável pensamento. Mergulhamos!

Um dos riscos do mergulho para os seres humanos é o trauma do ouvido médio ocasionado pela diferença de pressão. No meio aquático, pequenas variações de profundidade provocam grandes diferenças de pressão entre o ouvido médio e o meio externo. O barotrauma do ouvido médio é um incidente comum principalmente durante as descidas, quando a pessoa não consegue equilibrar as pressões, podendo levar ao rompimento do tímpano. Mergulhe com responsabilidade. Se o seu instrutor não te explicar como equalizar, aborte o passeio.

Batizada!

Nas profundezas, que nem foram assim tão profundas pra mim, uma sensação indescritível tomou conta. Que espetáculo é a natureza. Uma estrela do mar, corais e alguns cardumes hipnotizantes! Por que a gente tem vontade de se misturar assim aos peixes? Fico refletindo…

Durante todo o mergulho, meu instrutor passou as coordenadas, me guiou em direção aos cardumes e sinalizou previamente os momentos para equalizar.

Passou rápido, muito rápido! Posamos para uma foto no assoalho do mar, paqueramos um Netuno estrategicamente inserido entre os corais. Acho que mergulhei por 10 minutos. Incríveis 10 minutos.

 

 

O aquário natural de Paraty
Equaliza, equaliza…

Depois do mergulho

O mergulho tinha acabado, mas o passeio não!  Me livrei daqueles acessórios pesados, peguei o snorkel e fiquei por ali mesmo na superfície observando os peixes coloridos por mais uma hora. Uma arraia foi vista por uns, uma tartaruga deu um alô ao lado do barco, mas ninguém a viu na água.

O bom de fazer snorkel no passeio do mergulho é não ter que dividir o espaço com as dezenas de turistas e escunas. Tranquilidade total.

Lanchamos e aguardamos a turma finalizar o exercício, tomando sol no deck superior.

No barco tem comida e bebida liberada.
Curtindo o barco maravilhoso da Adrenalina – quero outra vida não!

Momento de relaxar e praticar Snorkel
 

O que você precisa saber sobre o Mergulho de Batismo com a Adrenalina:

 

  • Mergulhar não é barato, mas no valor está tudo incluso. Roupa, nadadeiras, mascara, colete, cilindro e snorkel.
  • É importante levar uma toalha e uma roupa seca. Durante o retorno, bate um ventinho e é mais confortável se não estiver com roupa molhada.
  • Leve o essencial. Apesar da embarcação ter locais seguros e secos para guardar nossos volumes, é bom evitar excessos.
  • Se você não tiver uma câmera subaquática, a Adrenalina tem Go Pro para locação.
  • Não mergulhe se estiver resfriado ou gripado. Isso dificulta a equalização. No dia seguinte ao mergulho, acordei super resfriada. Talvez por isso tenha tido dificuldade.
  • Não é preciso ser um exímio nadador para fazer o mergulho de batismo. A principal habilidade necessária é saber equalizar os ouvidos. O instrutor é quem nos guia, controla e monitora o cilindro. Não ficamos em nenhum momento soltos debaixo d´agua.
  • A Marina do Engenho tem estacionamento, banheiros e duchas!
  • Consulte aqui os valores dos mergulhos oferecidos pela Adrenalina.
Marina do Engenho, de onde partem os mergulhos com a Adrenalina

 


Talvez você se interesse também por estes artigos:

Roteiro | Final de semana em Paraty

Passeio de barco em Paraty: a bordo do Netuno II

 

 

Acompanhe novas postagens sobre Paraty:

=> Curta nossa página no Facebook!

=> Siga nosso novo perfil no Instagram

 


Agradecimento especial à Paraty CVB (Paraty Convention & Visitors Bureau), organizadora da nossa última viagem à Paraty, e também, aos patrocinadores pelas cortesias e aos parceiros pelo kit DeViagemEmParaty.

Nessa press trip, viajamos com nossos amigos do De Viagem em Viagem. Confira também o que eles têm a dizer sobre Paraty:

Despachadas :: Mariana Viaja :: FourTrip :: Viajando Por Aí :: Kari Desbrava :: Lolepocket :: Uma Senhora Viagem :: As Viagens de Trintim :: Freitas para o Mundo :: Por Aí com os Pires :: Malas e Malinhas

 

 

Informamos que nosso relato reflete exclusivamente a nossa experiência pessoal.

21 comentários em “Mergulho de Batismo em Paraty

  1. Meu sonho é poder fazer um mergulho desses! A parte de equalizar acho que é mais ou menos o que eu faço quando começo a subir num voo de avião (mas imagino q seja bem mais forte num mergulho) mas só de ver os peixinhos e o mar já vale a pena!

    Curtir

  2. Que passeio delicioso! Mas acho que eu iria me sentir agoniada là no fundo!
    Eu não sou nada expert nisso, mas achava que apenas pessoas que faziam aulas de mergulho tinham a permissão de mergulhar com cilindro e que o batismo seria o primeiro mergulho apòs a permissão!

    Curtir

  3. Eu adoro mergulhar, deve ser maravilhoso fazer isto em Paraty, tenho um sonho de conhecer esta cidade e lendo os teus posts a vontade só aumenta ❤️😍

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s