Luna Salada – Como é o hotel de sal com vista para o Salar de Uyuni

Depois de três dias atravessando as inóspitas paisagens andinas e sofrendo um bocado com as terríveis dores de cabeça provocadas pela altitude, finalmente o nosso terceiro dia da expedição desertos andinos foi marcado por duas recompensas maravilhosas: o Salar de Uyuni e o hotel de sal Luna Salada.

Quando contratamos o pacote all inclusive para a expedição privada do Atacama ao Uyuni com a Cordillera Traveller, confesso que a única coisa que sabia era que o último hotel seria supostamente de sal.

As reservas de todas as hospedagens eram responsabilidade da Cordillera Traveller e dependiam da disponibilidade de cada hotel. Nas noites anteriores, havíamos nos hospedados nos hotéis Tayka do Deserto e Tayka de Pedra . Resguardadas as circunstâncias, as noites proporcionadas pelos hotéis tinham sido simples, porém ótimas. Mas nada comparáveis ao hotel de sal Luna Salada, com vista para o Salar de Uyuni.

::Do Atacama ao Salar de Uyuni em tour privado::

O Luna Salada fica na pequena e humilde Colchani – cidade pela qual se acessa o deserto de sal de Uyuni.

Construído com blocos de sal, o Luna Salada é um hotel 4 estrelas com vista para o maior deserto de sal do mundo. Pelo lado de fora, a simplicidade da construção esconde um confortável e requintado hotel, que destoa fortemente da acinzentada Colchani cuja população vive a vida de forma bastante humilde.

O piso das áreas comuns do Luna Salada

Por fora, a simplicidade da construção não dá pistas sobre o que é o hotel Luna Salada, que por dentro encanta pelos detalhes e pelo toque aconchegante da decoração.

O hotel possui ótima e surpreendente infraestrutura para os padrões dessa viagem, que inclui: SPA com serviços, um estiloso bar, salão de jogos e  restaurante com serviço buffet e à la carte, algo que não tivemos desde que chegamos em San Pedro do Atacama.

Hall principal do hotel
Hidromassagem do SPA: tem como resistir??
O bar super estiloso que serve um Pisco Sour fantástico!

Os quartos são espaçosos e equipados com mais do que precisamos em uma viagem como essa.  Possuem telefone, secador de cabelos, amenidades de banho, ar condicionado com calefação e camas ultra macias, daquelas que dá vontade de se jogar!

Há opções de quarto single, duplo e triplo, com ou sem vista para o Salar. Assim como nos hotéis da rede Tayka, não há televisões no quarto, mas elas não fazem falta alguma.

Antes que a noite caísse, fomos curtir a banheira de hidromassagem do SPA – afinal o relaxamento era merecido depois de três dias- e eu até aproveitei para fazer uma das massagens do cardápio. Os preços não são muito diferentes dos praticados em redes hoteleiras brasileiras: em média 33 dólares por 30 minutos. As opções incluem shiatsu, massagem sueca, pedras quentes ou pedras vulcânicas, dentre outras. E o melhor é que o Luna Salada aceita tarjetas de crédito (finalmente!)

Quarto duplo com roupa de cama super soft!!!! O piso no quarto é revestido com laminado. O sal aqui só decora alguns cantinhos.
Banheiro espaçoso e com amenidades, incluindo secador!

No restaurante Tunupa, nos servimos no buffet variado que incluía  mesa de sopas, carnes e sobremesas.  No dia seguinte, uma nova fartura: o café da manhã, no melhor estilo buffet, tinha de tudo um pouco: pães, croissants, waffles, panquecas, ovos à escolha, frios, doces…

Charmoso restaurante do Luna Salada serve jantar e café em estilo buffet, com muitas opções!

Mas o que achei mais bacana na experiência do Luna Salada é que ele parece ter sido concebido para o relaxamento e contemplação. No caminho do saguão até os quartos você é introduzido aos espaços comuns, de lazer do hotel. Um mais convidativo que o outro. Todos ricamente decorados com motivos andinos. Os pequenos e aconchegantes lounges possuem vista para o deserto de sal e são aquecidos por lareiras ou aquecedores elétricos. Difícil foi escolher se tomávamos nosso pisco sour de despedida no bar ou no lounge!

Os lounges são todos muito convidativos! Todos com vista para o Salar!
Espaços comuns em frente aos quartos! Esses já não possuem vista.
E não é que tem até redário?! 🙂
Corredor de acesso aos quartos e ao restaurante.

Para o nosso deleite, a Cordillera Traveller nos colocou em quartos duplos com vista para o Salar e graças a isso pudemos observar o sol se pôr sobre o deserto de sal. Uma ótima e inesquecível maneira de fechar o dia! Tudo o que um mochileiro nutella precisa para ser feliz no final de uma expedição como esta.

Pra quem estiver com disposição, tem uma trilha de acesso ao Salar de Uyuni em frente ao hotel!
Pôr do sol sobre o Salar de Uyuni. Tá certo que ver do carro deve ser incrível, mas no camarote do quarto, também é bem legal!

 

 

 

Roteiro de 8 dias nos Desertos Andinos | Atacama e Uyuni

Do Atacama ao Salar de Uyuni em tour privado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s