Rota dos vinhos Sul Africanos: cidades e vinícolas pra conhecer

 

Nem só de safári vive o turismo da África do Sul. A região de Western Cape, onde fica a Cidade do Cabo é um importante polo da vitivinicultura africana, e vale a pena ser incluindo no roteiro.

São tantas opções de casas a serem visitadas que os roteiros podem incluir até vários dias. Há diferentes formas de visita-las e algumas incluem passeios bate e volta pela rota das vinícolas e outras, pernoites em cidades super charmosas.

Por aqui, a gente sempre prefere alugar um carro e ir explorando as regiões mais distantes e foi assim que dedicamos dois dias inteiros para explorar algumas cidades e suas famosas fazendas. O ideal, é claro, é que você esteja acompanhado por alguém que não curta muito vinho para assumir a direção.

Mas não vá pensando que o passeio vai ser um tédio para ela, a região de Cape Winelands está em um belo vale com imponentes montanhas rochosas e abriga algumas charmosas cidades com uma gastronomia maravilhosa! Pelo caminho tem atração para as crianças e até alguns encontros selvagens.

 

A beleza de Cape Winelands, o Vale dos Vinhedos Sul Africano

A vinho não é a única afinidade entre as cidades do vale dos vinhedos da África do Sul. A influência europeia, dos tempos da colonização, deixou belas marcas na arquitetura das fazendas produtoras.

As casas possuem um estilo conhecido por Cape Dutch, uma arquitetura típica muito tradicional que data dos tempos coloniais e possui influencias holandesa, francesa e germânica. A grande maioria das vinícolas ( pelo menos todas que visitamos ) tinham seus casarões nesse belíssimo estilo.

Eu costumo dizer que a maioria das vinícolas abertas à visitação em qualquer lugar do mundo é impressionante. O local é sempre lindo, sereno e os jardins são invejáveis. Não raro possuem ótimos restaurantes. Agora imagina tudo isso com o charme da arquitetura Cape Dutch!! Apaixonante!

 

Cidades e vinícolas para conhecer em Cape Winelands

Franschhoek

Cape Town dicas de viagemO Vale de Franschhoek fica a 80km da Cidade do Cabo e tem quase cinquenta opções de vinícolas para visitação. A cidade guarda influencias francesas e recebeu o título de capital culinária da África do Sul!!

Por lá, visitamos a casa La Motte que oferece três experiências de degustação em um ambiente requintado e aconchegante. A degustação é cobrada conforme o tipo de experiência escolhida, que pode incluir visita aos celeiros e harmonização gastronômica. Também é possível fazer uma caminhada guiada por trilhas pela propriedade.

Para aproveitar a experiência gastronômica, foi por essa cidade que começamos o nosso roteiro.

 Cape Town Dicas de Viagem

 

 

Stellenbosch

Uma das cidades mais antigas e de enorme importância histórica é Stellenbosch. Ouso dizer que é a principal cidade do vale dos vinhedos sul africano. Sozinha ele abriga mais de 100 vinícolas distribuídas por cinco sub rotas do vinho. O paraíso da UVA!!

Mapa da Rota dos vinhos de Stellenbosch

No centro de informações de visitantes vale pegar um dos folders que contém o mapa da região com a relação completa de vinícolas para você organizar seu roteiro. Mas não deixe de dar uma voltinha por essa pequena cidade de influência holandesa.

No mesmo dia, conhecemos duas: a Tokara e a turística Spier Wine.

A Tokara é uma premiada casa que se destaca também pela produção de excelentes rótulos de azeites. A arquitetura da propriedade não é no clássico estilo Cape Dutch, tendendo para algo mais moderno com belas vistas para o vale. A degustação é gratuita, acompanhada por alguns petiscos, e como não poderia deixar de ser, inclui também uma seleção de azeites para prova. Recordo-me de termos provado cerca de cinco ou seis rótulos de vinhos, com destaque para o típico Pinotage sul africano. A Tokara não é muito turística, mas é um excelente local para apreciar e comprar bons vinhos e azeites. A propriedade tem também uma delicatessen e um restaurante com chef premiado.

Por outro lado, a Spier Wine é uma das mais antigas e, atualmente, a mais turística. O complexo está no vale de Stellenbosch e inclui hotel, spa, restaurantes, lojinhas e uma variedade de passeios, sendo por isso mesmo uma opção super child-friendly! Os passeios incluem caminhadas guiadas, segway e encontros interativos com aves de rapina em processo de reabilitação como águias, falcões e corujas. No nosso caso, estávamos lá apenas para tomar mais algumas taças.

As degustações são pagas e você pode escolher acompanhamentos como tábuas de queijos, chocolates, dentre outras opções.

 

Paarl

A cidade de Paarl fica no Vale de Drakenstein. Uma região linda e repleta de construções no estilo Cape Dutch. Foi lá que elegemos a nossa vinícola preferida: a Nederburg. Foi só depois de conhece-la que particularmente fui saber que essa é a mais premiada vinícola sul africana. Juro!!

Da Cidade do Cabo até a premiada vinícola Nederburg não levamos nem uma hora. A propriedade é enorme, cheia de cantinhos lindos e bucólicos.  A degustação de cinco rótulos foi gratuita e deliciosa. E nós gostamos tanto do atendimento e do clima daquele lugar que resolvemos almoçar no restaurante localizado na histórica mansão principal. Uma refeição servida em uma sala de música, que nunca esqueceremos. Seja pela ambientação, seja pelo sabor.

Dica: No Vale de Drakenstein fica o verdadeiro Santuário de Leões que abriga os animais regatados de todas as partes do mundo, vítima de maus tratos. Recomendo muito a visitação ao Drakenstein Lion Park. Mas esqueça aquele negócio de pegar filhotinho e tirar foto com o leão. Aqui o trabalho é sério e responsável.

 

Cape Town dicas de viagem

 

Constantia

Quem não quiser ou não puder ir até essas cidades mais distantes, ainda tem a opção de visitar outra bem mais pertinho das principais atrações da Cidade do Cabo.

A região de Constantia fica a menos de meia hora do centro da Cidade do Cabo – apenas 15 km – e os passeios até as vinícolas históricas são bem populares. A Constantia Wine Route é a rota dos vinhos mais antiga da região.

A Groot Constantia é uma propriedade belíssima que por si só já vale a visita. Mas ela é também reconhecida como a mais antiga casa produtora sul africana. O ambiente é bem familiar, o que resulta numa ótima pedida para um passeio de fim de tarde.

A casa oferece degustações e tours guiados ao celeiro de hora em hora, mas os passeios são pagos. Nós fizemos a degustação harmonizada com chocolates e foram 5 opções de vinho. Terminamos o dia relaxando sobre os extensos gramados arborizados da propriedade!

 

 


 

Nosso roteiro para copiar:

  • Dia 1: Cidade do Cabo – Franschhoek – Stellenbosch
    • Visita a La Motte
    • Almoço no Le Petit Ferme
    • Stellenbosch360 Tourism Information
    • Visita a Tokara
    • Visita a Spier Wine
  • Dia 2: Cidade do Cabo – Paarl
    • Visita e almoço na Nederburg
    • Vale de Drakenstein
    • Drakenstein Lion Park
  • Dia 3 – Constantia
    • Visita a Groot Constantia

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s